Sub-categorias

Notícia

Quartos de estudantes com reduções em IRS

Programa de Arrendamento Acessível prevê incentivos fiscais para quem arrendar a universitários deslocados.
Por Mário Freire|18.05.18
O Plano Nacional de Alojamento para o Ensino Superior (PNAES), apresentado esta quinta-feira em Coimbra, prevê incentivos fiscais para os universitários e proprietários que arrendem casas aos estudantes. O objetivo é facilitar a vida aos 113 mil estudantes deslocados no ensino superior público. Segundo dados revelados pelo Governo, o custo médio de alojamento universitário é 4,39 euros por metro quadrado, sendo Lisboa (6,06 euros/m2) a cidade mais cara.

Segundo Fernanda Rollo, secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, para aumentar a oferta, o PNAES apresenta incentivos, como é o exemplo da "dedução em IRS" das rendas pagas por estudantes deslocados até aos 25 anos com alojamento, e isenções na tributação de IMI para os proprietários que coloquem casas no arrendamento a estudantes com valores acessíveis.

O plano é uma "forma de responder às necessidades dos alunos com dificuldades financeiras", envolvendo as instituições de ensino e autarquias, "que podem recorrer a um fundo de reabilitação de edifícios e os disponibilizar para residências universitárias, para combater o custo crescente das rendas devido a fatores como a pressão turística".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!