Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Delegada de saúde do Algarve nega surto de tuberculose

José Carlos Gomes diz que 10% dos enfermeiros têm a doença.
13 de Novembro de 2015 às 16:24
Fachada do Hospital de Portimão
Fachada do Hospital de Portimão FOTO: Pedro Noel da Luz
A Delegada de Saúde Regional do Algarve negou esta sexta-feira, em Faro, a existência de um surto de tuberculose no hospital de Portimão, uma denúncia feita pelo Presidente do Conselho Nacional de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros.

"Não existe nenhum surto de tuberculose, nem qualquer ameaça de Saúde Pública, quer para os profissionais de saúde do hospital de Portimão quer para a população em geral", informou Ana Cristina Guerreiro em comunicado enviado à agência Lusa.

O presidente do Conselho Nacional de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros (OE), José Carlos Gomes, denunciou na quinta-feira que 10 por cento dos enfermeiros do serviço de urgência do hospital de Portimão têm tuberculose.

"Existe apenas um caso confirmado e declarado no SINAVE (Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica) de Tuberculose Pulmonar, diagnosticada em maio de 2015, já em tratamento", esclarece a responsável da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, acrescentando que existe um segundo caso, "ainda não confirmado analiticamente", mas também já em tratamento preventivo.
Saúde Regional Algarve Faro hospital de Portimão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)