Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Deputados do PSD estranham "graves carências" no hospital de Viseu

Em comunicado, os deputados lembram que, há menos de dois meses, reuniram com o conselho de administração do CHTV .
Lusa 12 de Abril de 2018 às 17:46
O secretário geral do PSD, José Silvano
O secretário geral do PSD, José Silvano
Centro Hospitalar Tondela-Viseu
Diretor de Centro Hospitalar Tondela-Viseu
O secretário geral do PSD, José Silvano
O secretário geral do PSD, José Silvano
Centro Hospitalar Tondela-Viseu
Diretor de Centro Hospitalar Tondela-Viseu
O secretário geral do PSD, José Silvano
O secretário geral do PSD, José Silvano
Centro Hospitalar Tondela-Viseu
Diretor de Centro Hospitalar Tondela-Viseu
Os deputados do PSD eleitos por Viseu estranharam esta quinta-feira notícias que dão conta de "graves carências" de equipamentos, como um mamógrafo, e de médicos em algumas especialidades clínicas, no Centro Hospitalar Tondela -- Viseu (CHTV).

Em comunicado, os deputados lembram que, há menos de dois meses, reuniram com o conselho de administração do CHTV e questionaram sobre "a necessidade da realização de investimentos em renovação e aquisição de equipamentos", tendo recebido a resposta de que "não havia qualquer problema", apenas assumindo "os atrasos nas consultas de especialidade".

"Relativamente a investimentos, o que está evidenciado no orçamento do CHTV e é público, são as obras de ampliação da urgência", referem os social-democratas, acrescentando que se trata "de um investimento comprometido pelos Governo e conselho de administração anteriores, previsto como prioridade no mapeamento do pacto territorial para a saúde, na região centro".

No que respeita aos restantes investimentos, "inclusive o centro oncológico, nem um cêntimo de euro está contemplado", lamentam.

Neste âmbito, os deputados social-democratas referem que ficam "ainda mais apreensivos com o que está a acontecer, pelo impacto que tem na qualidade dos serviços e na prestação de cuidados à população da região de Viseu" e por desconhecerem "as razões que precipitaram o agravamento da situação em dois meses".

No seu entender, não deve haver "doentes a terem que se deslocar a outras unidades de saúde, públicas ou privadas, para receberem os tratamentos que lhes são devidos e que não têm apenas por falta de investimento público".

"Os viseenses pagam os seus impostos e já estão suficientemente penalizados pelos custos da interioridade. Situações destas não podem voltar a repetir-se", sublinham.

Os deputados referem que "nunca no passado os utentes tiveram que fazer mamografias fora do CHTV, nem os profissionais se recusaram a fazê-las".
Centro Hospitalar Tondela PSD Viseu CHTV Governo política partidos e movimentos hospital
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)