Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Desemprego leva jovem a criar bijuteria

Peças com Bordado Madeira.
7 de Novembro de 2015 às 08:41
A artista mencionou que começou "a fazer experiências, a vender em feiras"
A artista mencionou que começou 'a fazer experiências, a vender em feiras' FOTO: Homem de Gouveia/Lusa

O desemprego levou uma jovem madeirense, licenciada em Biologia, a procurar outros caminhos e, há cinco anos, dedicou-se à criação de uma bijutaria com caraterísticas únicas porque utiliza o bordado Madeira, sendo apreciada por residentes, emigrantes e turistas.


"Em 2010 fiquei desempregada e como sempre gostei de criar e de trabalhos manuais, dediquei-me à criação de bijuteria com inspiração 'vintage' [considerado um estilo de moda das décadas entre 1920 e 1960], que gosto muito", disse Joana Martins à agência Lusa.


A artista mencionou que começou "a fazer experiências, a vender em feiras" e, um ano depois, "surgiu a ideia de juntar o bordado Madeira", uma arte tradicional da região que lhe "está no sangue", pois nasceu e cresceu no "mundo" deste trabalho, porque a mãe (Guida Vieira) foi uma das sindicalista madeirenses que mais lutou pelos direitos das bordadeiras de casa no arquipélago ao longo dos tempos.


Marca registada
"Fiz desenhos, experiências e comecei a vender. Registei a marca. É realmente uma coisa única utilizar a inspiração do Bordado Madeira nas minhas peças", salienta, referindo que conta com a colaboração de uma bordadeira e que nas suas peças são usados os pontos e as cores tradicionais do bordado Madeira.


Os desenhos são originais, utiliza motivos de flores e outros ligados à natureza, como animais, que decoram acessórios como colares, brincos, pulseiras, pregadeiras, marcadores de livros, penduradores de malas, além de outras pequenas recordações e até pequenos presépios.

Joana Martins Madeira Biologia bordado Madeira
Ver comentários