Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Despesa com genéricos baixou 24,1%

A Associação Nacional das Farmácias (ANF) revelou esta quarta-feira que a despesa do Estado e dos doentes com medicamentos genéricos baixou 24,1 por cento (%) em valor, em Junho, tendo sido "a maior queda" no primeiro semestre do ano.
4 de Julho de 2012 às 16:16
genéricos, preço, estado, despesa, farmácias, gastos, consumo
genéricos, preço, estado, despesa, farmácias, gastos, consumo FOTO: João Miguel Rodrigues

"Nunca tinha acontecido uma redução tão drástica do preço médio dos genéricos dispensados nas farmácias", disse à agência Lusa o secretário-geral da ANF, Paulo Duarte.

Dados hoje divulgados indicam que o mercado de medicamentos reduziu 16,3 por cento em valor, no mês de Junho, naquela que é "a maior queda verificada nos primeiros seis meses do ano". Entre Janeiro e Junho, o mercado reduziu 8,4%, em valor.

Já a despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com medicamentos dispensados nas farmácias baixou 12,9% em valor, em Junho.

Para Paulo Duarte, a evolução do mercado no mês passado revela que foram dispensados nas farmácias medicamentos genéricos de preço mais reduzido.

Esta é, para a ANF, uma consequência do novo regime de prescrição por Denominação Comum Internacional (DCI), que entrou em vigor no dia 1 de Junho.

Dados da associação indicam que "a despesa do Estado e dos doentes com medicamentos genéricos reduziu, em Junho e em valor, 24,1%".

"O direito de opção do utente revelou-se assim, no primeiro mês da sua aplicação, um factor determinante para a redução dos encargos das famílias com medicamentos", prossegue a ANF.

genéricos preço estado despesa farmácias gastos consumo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)