Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Dez doentes ventilados

Dez dos 2244 doentes com H1N1 em Portugal internados em Unidades de Cuidados Intensivos necessitaram de ventilação. Um já teve alta e dois estão em estado grave. A ligação aos ventiladores garante respiração assistida a pacientes em estado considerado grave, devido a complicações desencadeadas pela infecção do vírus. Alguns destes doentes, com pneumonias e prognósticos reservados, encontram-se internados nas UCI desde há vários dias.
27 de Agosto de 2009 às 00:30
Centros de Saúde já estão a receber casos suspeitos de gripe A. Em dez dias, infecções duplicaram no País
Centros de Saúde já estão a receber casos suspeitos de gripe A. Em dez dias, infecções duplicaram no País FOTO: Luís Costa

O último balanço da epidemia em Portugal divulgado ontem pelo Ministério da Saúde indica que, até ao último domingo, foram diagnosticados 2244 casos, a maioria dos quais (76 por cento) são situações de contágio secundário ou terciário, ou seja, são infecções adquiridas no País, nalguns casos desconhecendo-se qual o foco de contágio.

Segundo o relatório do Ministério da Saúde sobre os casos de infecção pelo vírus da gripe A – que passou a semanal –, registaram-se 374 novos casos entre os dias 20 e 23 de Agosto. A doença ainda não provocou nenhuma morte no País. Os sintomas mais comuns apresentados pelos doentes são febre e tosse.

Quem ainda se mantém na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de São João, no Porto, é a mulher, de 30 anos, internada há vinte dias, cuja situação clínica está a "evoluir favoravelmente". "Está muito melhor", sublinhou fonte hospitalar. A mulher encontra-se internada na UCI do Serviço de Doenças Infecciosas do HSJ.

A paciente, que desenvolveu pneumonia, foi transferida a 7 de Agosto do Hospital de Guimarães para o S. João, depois de ter passado, três vezes, pelo Centro de Saúde de Celorico de Basto. Só à terceira vez, quando teve complicações respiratórias, foi transferida para o Hospital de Guimarães, que identificou a gripe A como causa do quadro patológico.

Quanto à vacinação, a ministra da Saúde, Ana Jorge, disse ontem que "em princípio" Portugal irá adoptar a estratégia de vacinação contra a gripe A proposta pelo Comité de Saúde pública da União Europeia, que refere que os grupos prioritários para receber a vacina deverão ser as grávidas, doentes crónicos e profissionais de Saúde.

GRIPE A VISTA À LUPA

2244

casos de gripe A registados até agora em Portugal. Destes, 1713 referem-se a pessoas que foram contaminadas no País.

REGIÕES AUTÓNOMAS

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, 92 casos de gripe A registaram-se nos Açores e 27 na Região da Madeira.

22,4 anos de idade é a média etária dos casos registados no País. Apenas 3,7 por cento dos indivíduos têm idade igual ou superior a 50 anos, de acordo com as autoridades.

PREVENÇÃO NA AR

Nos corredores da Assembleia da República já existem dispensadores de desinfectante para uso de deputados, jornalistas e visitantes.

2000 euros vão ser disponibilizados para cada escola para colocar em prática planos de prevenção do H1N1.

CASOS EM ANGOLA

Angola registou os primeiros casos de gripe A: dois cidadãos brasileiros recém-chegados ao país e dois angolanos, que viajaram recentemente.

"A situação da gripe está a evoluir como era previsível. Diariamente há um maior alastramento na população", Ana Jorge, ministra da Saúde

CASOS DUPLICAM NUMA SEMANA

A 14 de Agosto atingiu-se a marca dos mil casos diagnosticados em Portugal. Em dez dias, esse número passou para mais de 2200 situações, mais do dobro em pouco mais de uma semana. O número de infecções diárias tem-se mantido estável desde 13 de Agosto, quando se ultrapassou a centena de casos em 24 horas. Recorde-se que o 1º caso em Portugal foi registado a 6 de Maio.

SAÚDE 24 MULTADA EM 390 MIL EUROS

O coordenador da Linha Saúde 24, Sérgio Gomes, afirmou ontem no Parlamento, durante a primeira reunião do grupo de trabalho de acompanhamento da epidemia da gripe A, que a Linha Saúde 24 foi multada em 390 mil euros por incumprimento do serviço contratualizado com o Estado. "A operadora sempre foi penalizada. No primeiro semestre de actividade, iniciada em Abril de 2007, foi penalizada em 250 mil euros, já pagos à Direcção-Geral da Saúde, e, no segundo semestre, em 140 mil euros." Esta quantia ainda não foi paga. Sérgio Gomes acrescentou que o valor das penalizações dos terceiro e quarto semestres de actividade não foi ainda contabilizado.

A prestação do serviço de atendimento da Linha foi considerada "não-satisfatória" a partir do dia 5 de Julho de 2009, segundo o director-geral da Saúde, Francisco George. "O incumprimento da empresa gestora agravou-se a partir do dia 5 de Julho, aquando do cluster na escola de Benfica", disse, referindo-se aos contágios verificados em crianças do Externato das Pedralvas. Nesse sentido, são previstas penalizações financeiras à LCS. George afirmou que as declarações que a ministra Ana Jorge proferiu foram oportunas, quando referiu que a empresa está a atender um terço das chamadas do que foi contratualizado. "Foram oportunas porque desencadearam pela empresa [LCS] um conjunto de iniciativas que vêm dar garantias de confiança redobrada no futuro."

APONTAMENTOS

EXPERIÊNCIA

Um terço dos enfermeiros que irão trabalhar no call-center exclusivo no atendimento dos casos de gripe A, na Escola Superior de Enfermagem, em Coimbra, tem mais de dois e menos de cinco anos de experiência.

REFORÇO PROFISSIONAL

Trezentos e dez enfermeiros estão a trabalhar na Linha Saúde 24 e até ao final do mês são recrutados mais 50 profissionais. Em Setembro, serão mais 60.

SALAS ESPECIAIS NAS ESCOLAS

A ministra da Saúde, Ana Jorge, admitiu que a criação de espaços específicos nas escolas para dar resposta a casos suspeitos de gripe "poderá fazer parte do pacote de medidas" de contenção do vírus para os estabelecimentos escolares. A governante considerou que "não se pode impedir o processo de aprendizagem dos alunos", fechando escolas pelo facto de se prever uma pandemia. Ana Jorge revelou que estão a ser preparadas com o Ministério da Educação medidas de contenção do vírus, entre as quais a distribuição de folhetos.

DEPUTADOS CRITICAM MINISTRA

O deputado do PSD, Carlos Miranda, criticou o Governo por prorrogar o contrato com a LCS e a ausência da ministra Ana Jorge no Parlamento. O deputado do PCP, Bernardino Soares, defendeu que o serviço devia ser prestado pelo público e questionou o facto de há três meses a avaliação ser positiva e agora serem reconhecidas falhas. Teresa Caeiro, do CDS, quis saber quem paga aos enfermeiros que vão do Serviço Nacional de Saúde para a LS24 e quem os substitui nos hospitais.

576 DOENTES TINHAM VACINA CONTRA A GRIPE SAZONAL

O primeiro relatório semanal do Ministério da Saúde, que congrega os dados registados até domingo passado, indica que pelo menos 576 dos doentes contaminados com H1N1 tinham sido vacinados contra a gripe sazonal. Da análise de 719 situações, a terapêutica com o antiviral oseltamivir (Tamiflu) foi aplicada a 467 pacientes. No que respeita à idade dos doentes, 289 são crianças até nove anos, enquanto 620 são jovens, dos 10 aos 19 anos, e 867 (quase 39 por cento do total de casos) jovens adultos, com idades entre os 20 e os 29 anos. O Ministério da Saúde desconhece a idade de 48 dos 2244 doentes com H1N1 registados em Portugal desde Maio.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)