Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Dezenas de casos de gastroenterite detetados em escola

Autoridades de saúde iniciaram inquéritos para descobrir a origem do surto.
21 de Outubro de 2016 às 17:03
Vários alunos foram diagnosticados com gastroenterite
Vários alunos foram diagnosticados com gastroenterite FOTO: Getty Images
Uma origem viral, e não alimentar, está a ser admitida como sendo responsável por dezenas de casos de gastroenterite ocorridos esta semana numa escola do Barreiro, afirmaram esta sexta-feira o delegado de saúde do Barreiro e o Ministério da Educação.

De acordo com o delegado de saúde do Barreiro, Mário Durval, dezenas de crianças têm manifestado sintomas como vómitos e diarreia desde segunda-feira.

Na quinta-feira, mais de 70 alunos da escola faltaram às aulas, "embora não se saiba se foi por causa" do surto, enquanto muitas outras foram ao estabelecimento de ensino, apesar de apresentarem alguns sintomas, esclareceu.

As autoridades de saúde iniciaram hoje os inquéritos para saber a origem do surto e "o mais provável é que não tenha nada a ver com intoxicação alimentar, mas que seja uma gastroenterite de origem viral".

"Isto, porque a dispersão do início dos sintomas é muito grande e não se concentra o suficiente para ser de uma ocorrência de intoxicação alimentar", explicou Mário Durval, salientando que "há mais crianças [afetadas] noutros sítios e não se concentram todas naquela escola".

Mário Durval salientou que, apesar do incómodo, "é uma doença relativamente benigna, sem grandes problemas", e já "foram tomadas as medidas de higiene necessárias para evitar o contágio".

O delegado de saúde realçou, ainda, que "não há nenhuma criança internada", tendo ficado apenas uma criança em observação.

Fonte do Ministério da Educação confirmou hoje à tarde que está a acompanhar os "casos de gastroenterite diagnosticados a vários alunos da Escola Básica D. Luis de Mendonça Furtado e, ao dia de hoje, já há informação de que se trata de um surto viral e não de origem alimentar".

"Muitos alunos faltaram sem que tivesse sido dado ainda conhecimento da razão da ausência, pelo que é difícil adiantar o número de casos", referiu o Ministério, salientando que "a escola e o refeitório estão a funcionar normalmente".

O estabelecimento de ensino é frequentado por cerca de 800 alunos até ao 3º ciclo do ensino básico.
escola Barreiro Ministério da Educação Mário Durval saúde gastroenterite crianças
Ver comentários