Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

DGS realça importância da terapêutica nutricional para os doentes internados com Covid-19

Norma foi atualizada e divulgada pela Direção-Geral da Saúde.
Lusa 18 de Fevereiro de 2021 às 20:23
Alimentação deve ser colorida e o mais variada possível
Alimentação deve ser colorida e o mais variada possível FOTO: Direitos Reservados
Os doentes internados com covid-19, sobretudo nos casos de maior gravidade, devem contar com a terapêutica nutricional como parte integrante da abordagem clínica, segundo uma orientação divulgada esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

"Para os doentes internados com covid-19, nomeadamente para os doentes com maior gravidade e especificamente os doentes críticos, a terapêutica nutricional deve fazer parte integrante da sua abordagem clínica", lê-se no documento, que atualiza orientações de abril do ano passado.

A DGS vinca que "a terapêutica nutricional é uma das componentes essenciais da prestação de cuidados a todos os doentes internados nas enfermarias (em áreas dedicadas a doentes covid-19) e nos Serviços de Medicina Intensiva, podendo reduzir o risco de complicações".

"No doente crítico covid-19, o tempo de internamento no Serviço de Medicina Intensiva e o período pós-doença crítica é prolongado, pelo que se trata de um grupo de doentes em que é expectável uma sarcopenia [perda de massa e força na musculatura esquelética] marcada e deterioração do estado nutricional", acrescenta o documento.

A DGS reforça que a terapêutica nutricional no tratamento do doente com SARS-CoV-2 e controlo de comorbilidades associadas revela-se da maior importância.

Em Portugal, morreram 15.754 pessoas dos 792.829 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários