Diretores culpam governo por atraso no pagamento dos manuais escolares entregues aos alunos

Livrarias ainda esperam para receber verbas dos livros escolares.
Por Bernardo Esteves, C.C., E.N., M.F. e José Eduardo Cação|10.11.18
Dezenas de livrarias continuam à espera de receber das escolas o dinheiro dos manuais escolares entregues aos alunos. O Ministério da Educação diz que está a pagar consoante as escolas vão solicitando, mas os diretores culpam a tutela pelo atraso.

"A demora é responsabilidade do Instituto de Gestão Financeira da Educação (IGEFE), não somos nós que ficamos com o dinheiro", disse ao CM Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep), acrescentando: "Até ao início de outubro o dinheiro requisitado à IGEFE chegou a tempo, mas depois deixou de chegar."

A livraria Isabsa, em Lisboa, é uma das afetadas. "Recebi 20 mil euros mas ainda falta receber 100 mil euros. Tive de fazer um empréstimo de 50 mil euros para poder pagar os livros às editoras", disse ao CM Abdul Gafar, proprietário da livraria, que ameaça boicotar o processo no próximo ano letivo: "Se mantiverem o mesmo sistema prefiro vender aos colégios privados e não ao Estado."

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!