Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Dívida suspende almoço na creche

Os pais dos 66 alunos da escola do 1º Ciclo com Jardim-de-Infância de Tremez estão "revoltados" com a Câmara de Santarém devido à suspensão dos almoços servidos no refeitório da creche pela Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém (ADSCS).
16 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Os pais dos alunos das escolas de Tremez estão descontentes com a solução encontrada pela câmara
Os pais dos alunos das escolas de Tremez estão descontentes com a solução encontrada pela câmara FOTO: João Nuno Pepino

A instituição deixou de prestar o serviço na sexta-feira porque a autarquia lhe deve mais de 90 mil euros. Em alternativa, a câmara contratou uma empresa de catering para servir os almoços, num pavilhão a mais de um quilómetro da creche, obrigando os alunos a deslocar-se num autocarro alugado. "Estamos bastante revoltados", disse ao CM Eduardo Almeida, da direcção da Associação de Pais de Tremez.

Os pais acordaram pagar directamente à ADSCS para manter as refeições "só que a câmara recusa-se a disponibilizar as funcionárias para acompanhar os meninos", acusou.

"É uma questão legal, não é de boa ou má vontade", explicou a vereadora da Educação. "Com o contrato rescindido, os almoços no refeitório da associação deixaram de ser um serviço prestado pela câmara, que não pode assumir qualquer responsabilidade ou disponibilizar funcionárias ", disse Luísa Féria.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)