Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Docentes saem à rua em Março

Os professores vão fazer uma grande manifestação de rua em Março como forma de protesto contra as medidas que o Governo tomou, designadamente, os cortes salariais que se vão sentir já no final deste mês, congelamento de carreiras, precariedade e o aumento do desemprego que pode afectar 30 mil docentes. O protesto pode ser antecipado para Fevereiro.
7 de Janeiro de 2011 às 00:30
Os docentes de todo o País poderão manifestar-se nas ruas de Lisboa contra as medidas do Governo
Os docentes de todo o País poderão manifestar-se nas ruas de Lisboa contra as medidas do Governo FOTO: Jorge Paula

Mário Nogueira, secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), afirmou ontem, em conferência de imprensa, que "vai haver uma grande manifestação nacional quando os profissionais virem os salários reduzidos e que não progridem nas carreiras. Não voltam a dar aulas".

Segundo o dirigente, o ensino público está a ser alvo de "ataques" e vai ser "pior financiado" do que o ensino privado, sendo fundamental "defender" a escola pública.

Outra preocupação são as alterações que o Ministério da Educação se prepara para implementar no próximo ano lectivo.

Segundo a Fen-prof, poderão ser eliminados 10 mil horários, afectando, por exemplo, o desporto escolar. António Avelãs, da Fenprof, afirma ao CM que "haverá cortes na contratação dos professores de Educação Física, que resultarão na redução da prática desportiva pelos estudantes". O Ministério não comentou até ao fecho da edição.

PROFESSORES SALÁRIOS MANIFESTAÇÃO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)