Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Doente cega só teve alta ontem à tarde

Ao contrário do que havia sido veiculado pela administração do Hospital de Santa Maria, Maria José, uma das pacientes que ficou cega após uma intervenção aos olhos, só teve alta ao início da tarde de ontem. Contactado pelo CM, o hospital recusou-se a adiantar os motivos que terão justificado tal adiamento.
5 de Agosto de 2009 às 00:30
Das seis pessoas que cegaram, só uma saiu do Serviço de Oftalmologia
Das seis pessoas que cegaram, só uma saiu do Serviço de Oftalmologia FOTO: Vítor Mota

Os restantes cinco pacientes continuam internados e sem qualquer evolução significativa.

Maria das Dores Rodrigues continua no Serviço de Oftalmologia do Santa Maria, apesar de, no final da semana passada, ter começado a ver vultos e a conseguir distinguir algumas cores. "A minha mãe não teve alta, não se recusou a sair do hospital e não pediu nenhuma indemnização", explicou a sua filha, Albertina Rodrigues Lima, desmentindo notícias veiculadas ontem. "Fui-me informar e o hospital disse que, por enquanto, não há indicação de alta. A minha mãe está agitada com toda esta situação, mas está bem, dentro do possível, graças a Deus."

Também sem recuperar a visão está Walter Lago Bom, outro dos doentes sujeitos à intervenção no dia 17 de Julho. De acordo com a esposa, Gorete Lago Bom, "os olhos não lhe doem tanto mas continua sem ver". Neste momento não existem perspectivas de que Walter possa sair do hospital. "Os médicos não falam em alta, e como é que ele podia sair do hospital sem ver? Entrou aqui a ver e vai sair daqui a ver." Caso contrário, "vamos procurar outros meios", afirmou a mulher.

De momento, a palavra que melhor descreve o estado do paciente Américo Palhota é "saturação", tal como confidenciou a esposa, Ana Oliveira.

ESPECIALISTA CANADIANO CHEGA HOJE

Um especialista canadiano em Oftalmologia é hoje esperado no Hospital de Santa Maria para analisar e avaliar a evolução da situação nos cinco pacientes que permanecem internados no Serviço de Oftalmologia.

A administração do Santa Maria não afasta a hipótese de novas altas até ao final da semana, mas tudo dependerá da evolução do estado clínico dos doentes. No entanto, os familiares têm afirmado que tem havido poucas melhoras.

APONTAMENTOS

AJUDA

As famílias dos doentes que ficaram cegos já expuseram as suas dificuldades à Segurança Social. Esperam agora por ajuda.

SEM DIABETES

A paciente que teve alta do serviço de Oftalmologia era a única não-diabética entre o grupo de seis vítimas.

SOB INVESTIGAÇÃO

O Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa está a investigar o que poderá ter originado as situações de cegueira.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)