Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Doente obrigado a pagar 30 euros

As consultas são de dois em dois meses, mas a farmácia obriga-o a ir lá todos os meses
23 de Setembro de 2013 às 01:00

Um doente crónico queixou-se à Ordem dos Médicos(OM) por estar a ser obrigado a deslocar-se ao Hospital de Santa Maria, em Lisboa, mensalmente para levantar a medicação, quando só tem consultas de dois em dois meses – às vezes de três em três.

Segundo a carta do utente, publicada no site da OM, para se deslocar de onde vive à farmácia do hospital, o doente em questão gasta 3o euros.

O utente só faz queixas da farmácia: "Se posso avaliar positivamente quer o hospital de dia de hematologia, quer os serviços de colheita de análises, sou desde sempre confrontado com uma espécie de sítio à parte, mesmo até da capelinha, com normas próprias e sempre a dificultar".

Escreve o queixoso que quando reclama lhe lembram que a sua medicação é gratuita: até já lhe disseram que entregasse a requisição aos bombeiros.

Segundo a Ordem dos Médicos, que já questionou a Direção Clínica da Unidade e enviou cópia da carta do utente ao Ministro da Saúde, este é um exemplo do que se passa com muitos outros doentes, obrigados a "gastos e perdas de tempo desnecessários". O CM tentou contactar o hospital, mas não obteve resposta até ao fecho da edição.

doente pagamento consultas hospital santa maria doença crónica
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)