Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Doentes com mais acesso às várias religiões

Cabe aos hospitais e centros de saúde criar regulamentação interna para a assistência inter-religiosa. Para o acompanhamento da aplicação dessa regulamentação foi anunciado hoje a criação de um grupo de trabalho envolvendo representantes de todas as confissões religiosas reconhecidas oficialmente.
15 de Dezembro de 2009 às 17:50
Ministra da Saúde, Ana Jorge
Ministra da Saúde, Ana Jorge FOTO: Pedro Catarino

O anúncio foi feito no decurso de um encontro inter-religioso, na Universidade Católica, em Lisboa, e que contou com a presença da ministra da Saúde, Ana Jorge.

A ministra reconheceu que, no contexto da liberdade religiosa, podem levantar-se pequenos atritos que, se não houver um ensaio prévio, um “pequeno grão de areia pode se transformar num pedregulho”. “O grupo de trabalho é benéfico e a questão da alimentação e outros aspectos das religiões é algo significativo para quem confessa certas confissões religiosas.”

Garantir o acesso da assistência religiosa nos hospitais públicos é um direito dos doentes, concluiu a ministra Ana Jorge.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)