Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Doentes oncológicos operados em 30 dias

O tempo de espera para uma cirurgia na oncologia estará abaixo dos 30 dias, afirmou ontem o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, apesar de o relatório sobre as listas de espera para as operações dos doentes com cancro ainda não estar pronto. O governante congratulou-se com o número apresentado, salientando que, em 2005, os utentes oncológicos esperavam mais de 81 dias.
29 de Abril de 2010 às 00:30
Tempo de espera para cirurgia diminuiu em 2009, segundo um relatório do Ministério da Saúde
Tempo de espera para cirurgia diminuiu em 2009, segundo um relatório do Ministério da Saúde FOTO: Sónia Caldas

Para Jorge Espírito Santo, presidente do Colégio da Especialidade de Oncologia da Ordem dos Médicos, "estes dados, a comprovarem-se, são positivos e significam que se está no caminho certo porque, num doente com cancro, o acesso à terapêutica em tempo útil é fundamental". Mas faz uma ressalva: "É importante saber o tempo que decorre desde a chegada do doente a uma instituição até à sua inscrição efectiva para uma intervenção cirúrgica".

Em relação à lista de espera para as restantes operações, e citando o relatório do Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia (SIGIC), o secretário de Estado referiu que "o tempo de espera diminuiu para 3,4 meses em 2009, quando era de 8,6 meses em 2005." Também a lista de espera de 248 mil doentes, em 2005, ficou reduzida a 165 mil, em 2009.

O número de doentes que estava em lista de espera há mais de um ano também diminuiu. Em 2005, 90 mil utentes desesperavam por uma cirurgia há mais de um ano. No ano passado, a lista ficou reduzida a 17 mil. O Serviço Nacional de Saúde também faz mais operações: passou de 331 mil, em 2006, para 451 mil, em 2009.

INFARMED TEM NOVO PRESIDENTE

O presidente da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed), Vasco Maria, vai ser substituído, a 1 de Junho, por Jorge Torgal, antigo director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, anunciou o Ministério da Saúde. Segundo o comunicado da tutela, o actual conselho directivo do Infarmed terminou o mandato, tendo o presidente, Vasco Maria, manifestado "há vários meses intenção de não ser reconduzido, por razões de carácter pessoal e profissionais". Ao que o CM apurou, a ministra da Saúde, Ana Jorge, terá convidado Vasco Maria a continuar no cargo, mas este recusou.

Jorge Torgal foi consultor da Glaxo, até Janeiro de 2009, empresa que vendeu a Portugal algumas das vacinas para a gripe A. Entretanto, Vasco Maria aproveitou para se reunir ontem com todos os funcionários do Infarmed para lhes comunicar a decisão de não aceitar o convite que lhe foi endereçado, para continuar no cargo.

RECURSO A REFORMADOS PARA OPERAR

Manuel Pizarro, secretário de Estado Adjunto da Saúde, que ontem referiu que se está a operar mais no público do que no privado e com os mesmo recursos, não negou que há hospitais a recorrer a médicos reformados para efectuar as cirurgias. "Não nego o recurso a médicos reformados para operar, mas são certamente casos pontuais", disse.

Apesar de se operar mais e de haver menos doentes nas listas de espera, ainda há especialidades em que a média está nos quatro meses. A especialidade que registou a maior média de tempo de espera, em 2009, foi a cirurgia vascular (4,12 meses), seguida das cirurgias à cabeça e pescoço (4,07 meses), pediátrica (3,72 meses) e ortopédica (3,38 meses).

SAIBA MAIS

DIREITOS ESPECIAIS

Os doentes oncológicos têm direitos específicos, estipulados por lei de 1996, quanto à isenção de taxas moderadoras, comparticipação alargada nos medicamentos e várias ajudas técnicas.

60%

De grau de incapacidade é o limiar para usufruir de benefícios fiscais no crédito de habitação, isenção de imposto nos juros das contas de poupança e compra de automóvel.

SOBREVIVÊNCIA E PIB

As taxas de sobrevivência aos vários tipos de cancro são maiores nos países com PIB mais elevado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)