Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Duplicam casos de doenças sexualmente transmissíveis acima dos 50 anos

O número de casos de doenças sexualmente transmissíveis (DST) em pessoas acima dos 50 anos duplicou na última década, anunciou o jornal médico Student BMJ. Entre as doenças mais citadas pelo estudo incluem-se a sífilis, a clamídia e a gonorreia.
4 de Fevereiro de 2012 às 16:25
idosos, DST, sexo
idosos, DST, sexo FOTO: d.r.

Os médicos responsáveis pela investigação, Rachel von Sinson, do King’s College London, e Ranjababu Kulasegaram, do St Thomas’ Hospital London, citam uma outra pesquisa que mostra que 80% dos adultos entre 50 e 90 anos são sexualmente activos. Certo é que a investigação mais recente mostra um aumento nos casos de DST em pessoas com idades compreendidas entre os 45 e os 64 anos.

Apesar de ainda haver poucos dados que expliquem o aumento, pensa-se que as mulheres na menopausa são mais vulneráveis a uma DST e que os homens medicados contra a disfunção eréctil correm mais riscos de serem diagnosticados com uma no primeiro ano de uso do remédio.

De acordo com os autores, os médicos deveriam encorajar discussões sobre sexo seguro, independentemente da idade do paciente. "O profissional não deve deixar de investigar infecções sexualmente transmissíveis em idosos."

idosos DST sexo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)