Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Caretos de Podence já são Património da Humanidade

Comitiva portuguesa regressa no domingo e vai ser recebida no Aeroporto Francisco Sá Carneiro.
Tânia Rei 12 de Dezembro de 2019 às 16:43
Caretos de Podence são quase Património Imaterial da Humanidade
Caretos de Podence
Candidatura dos Caretos foi considerada “exemplar” pela UNESCO
A coordenadora técnica da candidatura dos Caretos de Podence e o presidente da Associação de Caretos de Podence
Caretos de Podence são quase Património Imaterial da Humanidade
Caretos de Podence
Candidatura dos Caretos foi considerada “exemplar” pela UNESCO
A coordenadora técnica da candidatura dos Caretos de Podence e o presidente da Associação de Caretos de Podence
Caretos de Podence são quase Património Imaterial da Humanidade
Caretos de Podence
Candidatura dos Caretos foi considerada “exemplar” pela UNESCO
A coordenadora técnica da candidatura dos Caretos de Podence e o presidente da Associação de Caretos de Podence

Os Caretos de Podence - concelho de Macedo de Cavaleiros - já são, oficialmente, Património Cultural Imaterial da Humanidade. A decisão final foi conhecida há instantes, em Bogotá, na Colômbia, onde desde segunda-feira decorre o 14º Comité da UNESCO.

Em Podence, aldeia transmontana de onde é oriunda a tradição deste Entrudo Chocalheiro, a população acompanhou a decisão, através da internet, na Casa do Careto. A população aguardou a decisão através de um ecrã gigante onde foi acompanhada a decisão transmitida online. Com os fatos vestidos, prometem festa rija.



As comemorações continuam no domingo, com a chegada da comitiva portuguesa, que vai ser recebida no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, às 15h00. Depois seguem-se os festejos no concelho, às 18h00.

"É um dia que vai ficar para o resto da minha vida. É uma emoção muito forte. Não tenho palavras. Podence está de parabéns, foi a população que preservou esta tradição ao longo dos anos, que agora vamos mostrar ao mundo. É o culminar de uma caminhada de 30, 40 anos", disse ao CM na reação a esta decisão, em Bogotá, António Carneiro, presidente da Associação Grupo dos Caretos de Podence.

Para o ano, o Carnaval acontece entre 22 e 25 de fevereiro, e António Carneiro adianta como vai ser:"Vai ser dentro da mesma matriz do tradicional, do que diferencia este Carnaval dos outros. É a arte de chocalhar, é a magia, tudo que envolve esta figuras".

Adiantou ainda que "Podence vai ficar pequeno. Estamos numa aldeia, com poucas condições logísticas. Temos que pensar o fututo, em criar outras infraestruturas". Para isso "a porta abriu-se" com desafio já lançado ao arquiteto Souto de Moura. "Acho que ele nos vai ajudar, assim como o município de Macedo de Cavaleiros e o Ministério da Cultura".

Em Bogotá está também Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, que assume o papel de promotora desta candidatura: A inscrição na Lista de Representantes do Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO é o início de uma responsabilidade maior que teremos de assumir a partir desta quinta-feira.

Com a classificação do Entrudo Chocalheiro como Património da Humanidade tudo devemos fazer para preservar e fortalecer uma tradição única no nosso território, mantendo aquela que é a essência das festividades de Inverno", frisou o autarca.

"Esta é uma festa com raízes muito antigas, que num contexto contemporâneo consegue superar os processos de despovoamento e de alteração das condições económicas que despoletam nos anos 60 e que marcam todo o interior do país", explicou Patrícia Cordeiro, coordenadora técnica da candidatura, e que também integra a comitiva em Bogotá: "É incrível como uma aldeia tão pequena com tão poucos habitantes consegue com muito esforço e muito compromisso atravessar décadas de grandes mudanças e manter esta tradição que é inicialmente alimentada por uma associação e hoje totalmente querida pelos emigrantes. Manter uma tradição nas condições é que o fizeram não é fácil e Podence está de parabéns por isso e por colocar Portugal neste universo das máscaras e dos carnavais do mundo", acrescentou, referindo que "Estou super feliz por ter participado neste processo de reconhecimento, é um enorme orgulho para mim como transmontana".

A candidatura intitulada " Festa do Ciclo de Inverno - Carnaval de Podence" agora aprovada, é primeira festividade, na categoria de Património Imaterial, com o selo em Portugal, que se junta a outros patrimónios imateriais nacionais já distinguidos - O Fado (2011), o Cante Alentejano (2014), os Bonequinho de Estremoz (2017). Ainda o Chocalho (2015) e o Olaria Preta de Bisalhães (2016) figuram na lista, com necessidade de Salvaguarda Urgente. Portugal figura ainda no património da Diete Mediterrânica e na Falcoria, em conjunto com outros países.

Os primeiros passos para a UNESCO foram dados em 2014. Em 2017, a tradição foi inscrita no inventário nacional, e em março de 2018 foi submetida a candidatura à UNESCO, aprovada esta quinta-feira.

Inserido nos Rituais de Inverno, o Carnaval traz para a rua a tradição milenal dos Caretos de Podence, com os seus fatos de lã coloridos, enfiadas de chocalhos à cinta e as máscaras de lata ou couro,  para chocalhar as mulheres, num ritual à de fertilidade e ao fim do inverno.

Em 2020 acontece de 22 a 25 de fevereiro.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)