Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Educadora diz que bebé caiu

Menina de 1 ano teve queimaduras de 2.º grau em 10% do corpo em creche em Massamá.
6 de Maio de 2014 às 09:00
As queimaduras foram sobretudo nas costas da bebé
As queimaduras foram sobretudo nas costas da bebé FOTO: Pedro Catarino

A educadora de infância Filipa Silva, 29 anos, assumiu ontem em tribunal parte da responsabilidade, mas atribuiu sobretudo a um acidente e às condições da creche as queimaduras sofridas em novembro de 2011 por uma bebé de 13 meses na creche Barco do Mimo, em Massamá (Sintra). Está acusada de ofensa à integridade física negligente (até 1 ano de prisão), por queimaduras de 2º grau em 10% do corpo da bebé, que esteve 17 dias internada e ficou com cicatrizes.

A menina tinha defecado e Filipa foi dar-lhe banho, ao mesmo tempo que lavava a roupa na banheira. Afirma que a bebé "escorregou", mas esteve sempre "em contacto" com ela e só tocou na água por "segundos". A água quente sai a 60 graus e a educadora não a temperou. "Assumo a minha responsabilidade", disse.

O socorro só foi chamado duas horas depois. A creche poderá ser acusada se saírem novos dados do julgamento.

Os pais exigem indemnização de 30 mil euros. "Foi um pesadelo", referiu a mãe, Licína Castanheira. A educadora demitiu-se da creche, mas ainda exerce.

Filipa Silva educadora criança Sintra Massamá
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)