Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Empresa de construção civil de Paredes na mira do SEF

Diligências culminaram com dois gerentes da empresa constituídos arguidos.
Aureliana Gomes 27 de Novembro de 2022 às 17:42
SEF
SEF
As suspeitas de tráfico de pessoas para exploração laboral e auxílio de imigração ilegal levaram cerca de 20 inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras a investigar uma empresa de construção civil em Paredes.

As diligências culminaram com dois gerentes da empresa constituídos arguidos, esta quinta-feira.

O inquérito por suspeitas de tráfico de pessoas para exploração laboral foi efetuado após uma denúncia, há um mês, que dava conta de cidadãos de nacionalidade brasileira que eram aliciados a virem para Portugal, com a promessa de que teriam bons salários e boas condições de vida.

Mas ainda segundo a queixa, quando chegavam a Portugal, nada disso se verificava e os salários eram reduzidos. Nesta operação que ainda não está dada por terminada, sete operários da construção civil foram identificados.

Estariam em situação regularizada no nosso país. Contactado, o SEF disse não querer prestar declarações no momento, por se tratar de uma investigação que ainda está em curso e que está em segredo de justiça.
Paredes Serviço de Estrangeiros e Fronteiras SEF Portugal crime lei e justiça questões sociais
Ver comentários
C-Studio