Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Empresário Mário Ferreira foi hoje o primeiro português a ir ao espaço... em 10 minutos

Empresário tinha manifestado há vários anos o seu desejo de ir ao espaço e chegou a comprar bilhete numa empresa concorrente.
Lusa 4 de Agosto de 2022 às 17:15
Mário Ferreira
Mário Ferreira FOTO: Blue Origin/Twitter
O empresário Mário Ferreira tornou-se esta quinta-feira o primeiro turista espacial português ao fazer uma viagem suborbital de 10 minutos a bordo de uma nave da empresa aeroespacial norte-americana Blue Origin.

A cápsula New Shepard descolou do deserto do Texas, nos Estados Unidos, às 14h57 (hora em Lisboa) e aterrou perto do local de partida às 15h07. A aterragem da nave, reutilizável e totalmente autónoma, foi suavizada por três paraquedas.

Os seis ocupantes transpuseram a barreira que separa o limite da atmosfera terrestre e o espaço três minutos depois da descolagem e sentiram a microgravidade.

Do interior da nave, gritaram efusivamente e exclamaram expressões como "inacreditável" e "estou a flutuar". A descida iniciou-se um minuto depois.

O propulsor aterrou no mesmo local da descolagem às 15h04 e a cápsula, que se separou do lançador na descida, poisou no solo às 15h07 nas imediações.

O voo, o sexto da Blue Origin com tripulantes, pôde ser acompanhado em direto na página da internet da empresa, dirigida pelo magnata Jeff Bezos.

Ao lado de Mário Ferreira, presidente do grupo Pluris Investments, através do qual detém uma posição no capital da estação televisiva TVI e a empresa de cruzeiros Douro Azul, estiveram a engenheira egípcia Sara Sabry, a alpinista anglo-americana Vanessa O'Brien, o cofundador do canal desportivo do YouTube "Dude Perfect" Coby Cotton, o ex-executivo do setor das telecomunicações Steve Young e o especialista em tecnologia Clint Kelly III.

Tal como o empresário português, de 54 anos, a engenheira egípcia Sara Sabry inscreveu pela primeira vez o seu país na história do turismo espacial.

Antes de ir ao espaço, a anglo-americana Vanessa O'Brien já detinha a proeza de ser a primeira mulher a alcançar a montanha mais alta, o Monte Everest, e o ponto mais profundo da superfície terrestre, na Fossa das Marianas.

Mário Ferreira tinha manifestado há vários anos o seu desejo de ir ao espaço e chegou mesmo a comprar bilhete para um voo numa empresa concorrente, a Virgin Galactic.

Questionado pela Lusa na quarta-feira acerca do preço da viagem na Blue Origin, respondeu que "é confidencial, mas nada próximo das asneiras que se têm lido em alguns jornais".

Segundo a imprensa, o voo pode custar entre 200 mil e 300 mil dólares (195 mil a 293 mil euros).

O empresário disse à Lusa acreditar que "em breve" existirão 'resorts' orbitais "para turismo e experiências científicas", estando a equacionar investir na indústria aeroespacial.

"Este é para mim o primeiro voo daquilo que eu acredito será o futuro das viagens ao espaço. As empresas que tenho conhecido, incluindo esta, têm programas em curso muito interessantes e que não são ficção científica", considerou.

A nave da Blue Origin tem o nome do astronauta (Alan Shepard) que foi o primeiro norte-americano a chegar ao espaço, em 1961, e o quinto a pisar a superfície da Lua, em 1971.

Ver comentários