Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Escola de Oliveira de Azeméis alarga banco de manuais a outros materiais

A escola EB 2/3 Bento Carqueja alargou o seu banco de manuais escolares a material didáctico em geral e procura agora empresas que possam doar para o mesmo efeito artigos "obsoletos ou não vendáveis, mas ainda utilizáveis".
13 de Outubro de 2012 às 10:51
banco de manuais escolares, escola EB 2/3 Bento Carqueja, Oliveira de Azeméis
banco de manuais escolares, escola EB 2/3 Bento Carqueja, Oliveira de Azeméis FOTO: CM

O projecto é da Associação de Pais desse estabelecimento de ensino de Oliveira de Azeméis e uma das suas responsáveis adiantou à Lusa que o objectivo da iniciativa "não é apenas ajudar os alunos em situação socioeconómica de carência, já que se enquadra numa estratégia mais alargada de reutilização - idêntica à da reciclagem e com vantagens práticas ao nível do ambiente e do consumo".

"Há situações mesmo muito complicadas na escola, inclusivamente de crianças que não têm como tomar o pequeno-almoço de manhã, antes das aulas", afirma Bernardete Tavares. "Mas o banco de material escolar, embora pretenda obviamente ajudar esses alunos, tem uma missão mais alargada, estando disponível para todos, numa lógica de não desperdício de todas aquelas coisas que os pais costumam comprar e depois acabam por ficar lá por casa, sem ninguém lhes dar uso".

Além dos livros exigidos para as aulas e que começaram por ser o primeiro objecto requisitado pelo banco, a Associação de Pais da EB 2/3 Bento Carqueja espera agora receber também mochilas, compassos, réguas, esquadros, máquinas calculadoras e todos os outros artigos que, a determinada altura, são exigidos para frequência das aulas.

A campanha está a ser também alargada às empresas de Oliveira de Azeméis e Bernardete Tavares acredita que esse pode ser um foco de doações "interessantes" para ambas as partes.

"Temos grandes empresas no concelho e essas muitas vezes têm lá material de que já não precisam, ou porque se tornou obsoleto ou porque já não é vendável", explica a responsável da Associação de Pais. "Mas a verdade é que esse material ainda continua a ser utilizável e, no caso de estudantes, será provavelmente muito útil para diferentes situações".

Recolhas de alimentos também são outras das iniciativas promovidas pela instituição, que em cada turma procura compor diferentes cabazes para as famílias mais necessidades. Bernardete Tavares insiste, contudo, que também a esse nível a finalidade é promover comportamentos solidários numa "lógica de aproveitamento de recursos" e correta distribuição dos mesmos.

"Os tempos não são de desperdício para ninguém", observa, "e, se o banco de material escolar correr bem, pensamos até avançar para a recolha de outro tipo de bens, que umas famílias possam ceder para facilitara a vida de outras".

banco de manuais escolares escola EB 2/3 Bento Carqueja Oliveira de Azeméis
Ver comentários