Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Esperas na saúde no topo das reclamações

Em 2009, a Entidade Reguladora da Saúde (ERS) registou um total de 7848 reclamações, mais 19 por cento que em 2008. As principais queixas prendem-se com os tempos de espera (27%), a qualidade de assistência administrativa (26%) e dos cuidados de saúde (16%).
29 de Abril de 2010 às 12:49
Reclamações aumentaram 19 por cento
Reclamações aumentaram 19 por cento FOTO: Sérgio Lemos

O relatório divulgado esta quinta-feira revela ainda que 82 por cento das reclamações (6474) que deram entrada em 2009 viram a sua análise concluída nesse ano.

Em quase 70 por cento dos casos, as queixas foram arquivadas, porque os utentes consideraram razoáveis as alegações dos prestadores, abstendo-se de apresentar contestação, não tendo também a ERS considerado versarem sobre  matéria grave e carecendo de diligências suplementares da sua parte.

145 reclamações foram encaminhadas para a Ordem dos Médicos, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e a Ordem dos Médicos Dentistas.

Apenas em 106 processos , considerou-se existir matéria suficientemente grave para justificar uma investigação mais aprofundada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)