Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2
Ao minuto Atualizado às 22:07 | 13/01

Ginásios e cabeleireiros fechados. Restaurantes só com take-away. Conheça as novas medidas do confinamento

Governo anunciou confinamento idêntico ao realizado em março e abril de 2020. Layoff para todos e teletrabalho passa a ser obrigatório.
Correio da Manhã 13 de Janeiro de 2021 às 17:30
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
O Governo anunciou esta quarta-feira as novas medidas para o confinamento que o País vai enfrentar devido à explosão de casos de Covid-19.

Entre as medidas principais estão o dever de recolhimento domiciliário, layoff para todos e a manutenção de escolas abertas.

Siga o Correio da Manhã no Instagram


Ao minuto Atualizado a 13 de jan de 2021 | 22:07
19:06 | 13/01

Veja aqui quais os estabelecimentos que encerram

Os ginásios, cabeleireiros e barbearias vão ficar fechados durante o novo confinamento. O comércio também ficará fechado salvo estabelecimentos autorizados. As mercearias e supermercados vão estar abertos com uma lotação limitada a 5 pessoas por 100 metros quadrados mas os restaurantes só podem trabalhar em regime take-away ou entrega ao domicílio.

Cafés e bares estarão encerrados tal como estabelecimentos comerciais.

Quanto ao futebol só as seleções nacionais e primeira divisão senior podem jogar mas sem público. Os tribunais estarão abertos.

Conheça aqui as novas medidas do confinamento
19:05 | 13/01

Equipamentos culturais voltam a ter de encerrar no novo confinamento

Os equipamentos culturais terão de encerrar a partir das 00h00 de sexta-feira, em Portugal Continental, no âmbito das medidas anunciadas hoje pelo Governo, para tentar conter a pandemia da covid-19.

Veja aqui todos os pormenores sobre os equipamentos culturais
19:03 | 13/01

Futebol vai manter-se como até agora

A Liga profissional de futebol vai manter-se em atividade sem público.

Conheça os pormenores aqui.
18:58 | 13/01

Cabeleireiros e barbearias vão manter-se encerrados

O primeiro-ministro anunciou que os cabeleireiros e as barbearias vão encerrar durante o novo confinamento.
18:56 | 13/01

Medidas vão ser revistas de 15 em 15 dias

António Costa referiu que as medidas do novo confinamento vão ser revistas de 15 em 15 dias.

No entanto, o primeiro-ministro refere que "seria iludir os portugueses dizer que tenho a esperança que em 15 dias possamos estar a aliviar estas medidas".
18:54 | 13/01

Escolas vão manter-se abertas

António Costa referiu que a única diferença com o confinamento de março e abril de 2020 é a manutenção das escolas abertas.

Veja aqui todos os pormenores sobre as escolas
18:50 | 13/01

Recolhimento obrigatório a partir de dia 15

A partir das 00h00 do dia 15 volta a vigorar em Portugal o dever do recolher domiciliário.

António Costa afirma que este é simultaneamente o momento "mais perigoso, mas também um momento de maior esperança".

Este é um dos aqueles momentos, apela o chefe do executivo, em que mais uma vez é preciso mobilização "com sentido de comunidade", sabendo que "o salvamento de cada um de nós depende do salvamento de todos nós".
18:46 | 13/01

Teletrabalho com alterações

O teletrabalho é imposto sem acordo com entidade patronal e trabalhador. É mesmo obrigatório, sempre que possível, anuncia António Costa.

"Consideramos muito grave a coima recorrente da violação do teletrabalho", sublinhou o primeiro-ministro.

Veja aqui todos os pormenores sobre o teletrabalho
18:43 | 13/01

Confinamento como em março e abril

"A regra é simples: cada um de nós deve ficar em casa", António Costa anuncia confinamento como o de março e abril.

"Iremos manter em pleno funcionamento todos os estabelecimentos educativos como têm estado a funcionar até agora", revelou o primeiro-ministro.

18:40 | 13/01

Costa volta a reforçar a importância de desinfetar as mãos, manter a distância física

António Costa volta a reforçar a importância de desinfetar as mãos, manter a distância física

"Não há cansaço que nos permita assumir esta dor coletiva de continuarmos a ter mais de uma centena de mortes por dia. Não é aceitável. Temos que parar com isto"
18:39 | 13/01

António Costa já fala aos portugueses

"A mesma esperança que a vacina nos dá, de que podemos vencer a pandemia, é a mesma esperança que alimenta o relaxamento, que torna mais perigosa esta pandemia", sublinha António Costa.

"Temos que esmagar esta curva, salvar vidas, proteger o SNS, apoiarmos os profissionais de saúde e tratar de ajudar nos uns aos outros", acrescenta.
18:17 | 13/01

Aulas presenciais são a maior incógnita

O setor da educação é onde pairam as maiores dúvidas. As aulas devem continuar a ser presenciais para alunos até aos 12 anos.

No entanto, verificaram-se divergências em relação aos graus de educação mais elevados.
17:59 | 13/01

Restauração e comércio geral devem ser os mais afetados

A restauração e o comércio geral deverão ser os mais afetados no novo período de confinamento, que deverá seguir as linhas do que ocorreu em março/abril de 2020.

Os restaurantes devem apenas estar abertos com serviço de take-away.
17:57 | 13/01

Anúncio das medidas deverá acontecer depois das 18h00

António Costa apresenta a partir das 18h00 as medidas restritivas em vigor para impedir a propagação da Covid-19 durante o tempo de confinamento em que o País vai entrar.
Ver comentários