Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

“Estou a fazer uma vida normal”

O presidente da Assistência Médica Internacional, Fernando Nobre, acordou no dia 25 de Abril com uma paralisia facial periférica de causa desconhecida que afecta o nervo do rosto e que é habitualmente benigna. O candidato que ficou em terceiro lugar, atrás de Cavaco Silva e Manuel Alegre, nas últimas eleições presidenciais, garante ao CM que a paralisia pouco lhe alterou a rotina.
4 de Julho de 2012 às 01:00
Nobre esteve ontem numa iniciativa da AMI, sendo notório o lado esquerdo da boca descaído
Nobre esteve ontem numa iniciativa da AMI, sendo notório o lado esquerdo da boca descaído FOTO: Imagens TVI

"Estou a fazer a minha vida normal. Desde Abril já estive em Moçambique, na China, no Brasil, e amanhã vou para Nova Iorque dar uma conferência", disse ao CM.

O único tratamento que Nobre está a fazer é fisioterapia. "Eu sou médico, não preciso de ser acompanhado, apenas preciso de um fisioterapeuta. Faço fisioterapia duas vezes ao dia, ginástica e electro--estimulação dos músculos da face."

O médico sublinha que se trata de uma "patologia benigna, que afecta uma em cada 60 pessoas e surge sem alertar". "A causa pode ser um vírus mas também o frio, o calor, a humidade, ninguém sabe a razão certa. Leva semanas a meses a recuperar", disse.

fernando nobre paralisia facial AMI tratamento nervo rotina cara
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)