Solvente usado no fabrico de plásticos pode provocar cancro

Estudo da Organização Mundial de Saúde mostra que estireno pode ser grave para a sua saúde.
Por Lusa|13.06.18

Um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS), no qual participou o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), mostra que o estireno, um solvente orgânico utilizado no fabrico de plásticos reforçados, pode causar cancro.

Segundo um comunicado do ISPUP a que a agência Lusa teve esta quarta-feira acesso, os resultados deste trabalho demonstram que o estireno - usado no fabrico de polímeros e de plásticos reforçados -, a quinolina (solvente) e o 7,8 óxido de estireno são "provavelmente carcinogénicos para os humanos".

Esta conclusão foi avançada por um grupo de trabalho da Agência Internacional para a Investigação do Cancro (IARC), da OMS, composto por 23 cientistas de 12 países, que, em março passa, se reuniram em Lyon (França), para ajudar a identificar substâncias químicas, usadas na indústria, com potencial de aumentar o risco de cancro no ser humano.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!