Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

“Existe desperdício na área da Saúde”

Pedro Lopes, Pres. Assoc. Port. Administradores Hospitalares, falou ao CM.
9 de Dezembro de 2008 às 00:30
“Existe desperdício na área da Saúde”
“Existe desperdício na área da Saúde”

Correio da Manhã – O Governo vai activar um fundo para contornar a dívida do Serviço Nacional de Saúde aos fornecedores. É uma solução?

Pedro Lopes – É uma solução a curto prazo que não resolve o problema, uma vez que os hospitais vão ter de pedir dinheiro emprestado e pagar as custas dos juros.

– Qual é a solução para equilibrar o orçamento da Saúde?

– A Saúde tem tido orçamentos rectificativos e reforços significativos e esta questão da dívida não é nova, a solução tem de ser estrutural e não a curto prazo.

– De que forma podem os hospitais reduzir custos?

– Nos preços dos produtos da indústria farmacêutica estão implícitos juros porque as indústrias sabem que os hospitais são maus pagadores. Se começassem a pagar a 90 dias, possivelmente esses preços seriam diferentes. Seria uma melhoria que, por si só, não resolveria a questão de fundo.

– Pode-se gerar receitas além de taxas moderadoras cobradas?

– A própria empresarialização dos hospitais implicou que os gestores passassem a ter em consideração receitas com as quais muitas vezes nem se preocupavam. O que acontece é que têm de fazer internamente um trabalho mais activo e eficaz.

– Acredita então que a gestão hospitalar é mal conduzida?

– Existe algum desperdício na área da Saúde, nomeadamente nas compras, no consumo e na manutenção dos stocks hospitalares. E das duas uma: ou os hospitais não estão a ser financiados de forma conveniente ou estão com enormes dificuldades de gestão.

– As contas dos hospitais deviam ser analisadas caso a caso?

– Penso que não faz sentido, pois foram criados hospitais-empresa. O que acontece é que a cultura empresarial ainda não está enraizada nos hospitais. Quando estiver, vamos assistir a melhorias. n

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)