Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Falta de recursos adia operações

Há falta grave de materiais no hospital, desde oxigénio a paracetamol e betadine, o que consequentemente leva a que operações sejam adiadas e a precariedade da saúde dos doentes prevaleça." A acusação é feita por profissionais de saúde do Hospital de Guimarães e reporta-se à carência de recursos materiais e humanos. De acordo com várias fontes contactadas pelo CM, começam ainda a faltar fraldas, esponjas de limpeza, agulhas e compressas, entre outros materiais essenciais para o tratamento de qualquer utente num estabelecimento de saúde.
6 de Março de 2011 às 00:30
Profissionais do Hospital de Guimarães queixam-se de problemas com a carência de materiais e pessoas
Profissionais do Hospital de Guimarães queixam-se de problemas com a carência de materiais e pessoas FOTO: Sérgio Freitas

Recentes acontecimentos, como a renúncia de Carlos Oliveira ao cargo de director clínico do hospital, fazem aumentar o mal-estar sentido no hospital.

Os profissionais de saúde, que pedem o anonimato, dizem ainda que este clima de hostilidade, devido aos maus serviços prestados, não é de agora, mas já se faz sentir há muito tempo.

O CDS-PP acusa o hospital de perseguição constante a alguns profissionais que denunciaram a situação e que agora temem represálias.

A Administração do Hospital não esteve disponível para prestar esclarecimentos ao CM.

GUIMARÃES HOSPITAL OPERAÇÕES MEIOS MÉDICOS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)