Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Família síria acolhida terça-feira em Baião

Trata-se de um casal, ele de 29 anos e ela 31, e os seus três filhos.
9 de Janeiro de 2017 às 19:08
lesbos, campo, refugiados
lesbos, campo, refugiados FOTO: Zoltan Balogh
Uma família de refugiados sírios, oriunda de Alepo, vai ser acolhida, na terça-feira, em Baião, avançou à Lusa fonte da instituição de solidariedade social recetora.

Trata-se de um casal, ele de 29 anos e ela 31, e os seus três filhos, de três, quatro e seis anos, que vão ficar instalados no centro de noite da instituição "Cecajuvi", na freguesia de Santa Leocádia.

Os cinco elementos estão desde fevereiro de 2016 num centro de acolhimento de refugiados, na Grécia.

Liliana Soares, diretora técnica da Cecajuvi, disse à Lusa que a instituição, integrada na Plataforma de Refugiados (PAR), está preparada para receber e integrar a família na comunidade local.

"A família vai ficar connosco dois anos, durante os quais iremos colocar em prática um projeto de integração social, que passa por colocar as crianças nas escolas e tentar arranjar uma casa para a família", explicou.

Ao longo desse período, o projeto propõe-se arranjar um médico de família e inscrever os seus elementos nos serviços de finanças e emprego.

O centro de noite de Santa Leocádia, um investimento de 75.000 euros, foi inaugurado em 2014, mas nunca teve utentes.

No final de 2015, a instituição inscreveu-se na Plataforma de Refugiados, acolhendo agora a primeira família.
Alepo Baião Santa Leocádia Liliana Soares PAR Síria
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)