Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Fenprof acusa Ministério da Educação de “incompetência”

A Fenprof acusou esta quarta-feira o Ministério da Educação de "incompetência", depois de identificar erros técnicos e irregularidades no concurso de colocação de docentes, exigindo o alargamento do prazo de candidatura.
11 de Agosto de 2010 às 18:21
Fenprof, que tem Mário Nogueira como secretário-geral, aponta falhas
Fenprof, que tem Mário Nogueira como secretário-geral, aponta falhas FOTO: Jorge Paula/Arquivo CM

Decorre nesta altura a fase de manifestação de preferências do concurso de contratação para o próximo ano lectivo, para destacamento por ausência  de componente lectiva e para destacamento por condições específicas.  

"Acumulam-se os erros técnicos, alguns provocando ilegalidades, cuja origem só pode residir na incompetência do Ministério da Educação", afirma a Federação Nacional dos Professores, em comunicado, sublinhando a "confusão" instalada no procedimento.  

Segundo a Fenprof, na manifestação de preferências dos professores contratados, a aplicação electrónica "obriga ou impede" procedimentos que contrariam as indicações do manual de instruções.  

Outro dos exemplos apontados pelo sindicato prende-se com o facto de "muitos docentes" não conseguirem manifestar a intenção de renovação de  contrato, enquanto a outros essa possibilidade surge disponível.  

O sindicato indica ainda que os professores que reclamaram da lista provisória não têm resposta e, não tendo sido divulgada uma lista definitiva, não há certezas de que as reclamações tenham sido aceites.  

"Perante a quantidade de situações anómalas, a Fenprof considera ser quase inevitável o alargamento do prazo de candidatura, pelo menos durante o fim-de-semana, devendo a Direção Geral de Recursos Humanos da Educação manter-se nesse período completamente disponível para atender às dúvidas dos professores", exige a federação liderada por Mário Nogueira.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)