Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

FNE diz que carreira docente está em risco

A Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE) vai pedir uma reunião “urgente” ao Ministério da Educação, para discutir a proposta do Estatuto da Carreira Docente (ECD). João Dias da Silva, secretário-geral da FNE, foi ouvido esta tarde na Comissão Parlamentar de Educação, explicou que a estrutura recebeu ontem o texto final da proposta do ME.
16 de Março de 2010 às 17:52
João Dias da Silva
João Dias da Silva FOTO: d.r.

“Ficámos desagradavelmente surpreendidos com o texto final”, pois contém “formulações que não foram discutidas” durante as rondas de negociação entre sindicatos e tutela. Segundo o dirigente sindical, em causa está mesmo o estatuto de carreira especial no que respeita aos professores. “Há uma lógica de subordinação do Ministério da Educação ao Ministério das Finanças”, considerou.

MINISTÉRIO QUER ACABAR COM CONCURSOS

O Ministério da Educação entregou aos sindicatos um projecto de lei da nova estrutura da carreira docente que prevê o fim dos concursos dos professores, quebrando o acordo com aquelas estruturas, já que este tema nunca tinha sido negociado, disseram os sindicatos.

 

Segundo Mário Nogueira, da Fenprof, "o documento é inacreditável porque é completamente diferente do que decorreu da negociação: acaba com concursos e tudo o que são formas de mobilidade é suprimido, apenas fica a mobilidade interna e a cedência por interesse público". 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)