Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Fumo passivo mata 165 mil crianças por ano

O tabagismo passivo provoca mais de 600 mil mortes por ano em todo o Mundo, sendo que 165 mil dessas vítimas são crianças, revela um estudo divulgado esta sexta-feira pela revista britânica ‘The Lancet’.
26 de Novembro de 2010 às 14:17
Número de vítimas mortais devido ao tabaco dispara para os 5,7 milhões por ano
Número de vítimas mortais devido ao tabaco dispara para os 5,7 milhões por ano FOTO: Arquivo CM

As crianças são as primeiras vítimas do tabagismo passivo, uma vez que não podem privar-se da principal fonte de exposição, os seus pais que fumam em casa, sublinham os autores da investigação.  

Se a estas 600 mil mortes se somarem as cerca de 5,1 milhões de mortes atribuídas todos os anos ao tabagismo activo, o número de vítimas mortais devido ao tabaco dispara para os 5,7 milhões por ano.  

Este é o primeiro estudo que avalia o impacto global do tabagismo passivo. Os seus autores, que pertencem ao Instituto Karolinska (Estocolmo, Suécia)  e à Organização Mundial de Saúde, utilizaram dados de 2004, os mais recentes disponíveis, de 192 países.  

Quarenta por cento das crianças, 35 por cento das mulheres e 33 por cento dos homens não fumadores estiveram expostos ao fumo passivamente, o que se traduz em 379 mil mortes coronárias, 165 mil devido a infeções das veias respiratórias, 36 900 por asma e 21 400 mortes por cancro do pulmão. 

Tabaco Cancro Pulmão Crianças Menores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)