Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Fundação Calouste Gulbenkian doa 100 mil euros a Moçambique

Dinheiro servirá para a aquisição de medicamentos e produtos de saúde.
Daniela Vilar Santos e Susana Pereira Oliveira 21 de Março de 2019 às 12:39
Ciclone Idai deixa rasto de destruição em Moçambique
Ciclone Idai devastou Moçambique
Ciclone Idai arrasou a cidade da Beira, em Moçambique
Ciclone Idai deixa rasto de destruição em Moçambique
Ciclone Idai devastou Moçambique
Ciclone Idai arrasou a cidade da Beira, em Moçambique
Ciclone Idai deixa rasto de destruição em Moçambique
Ciclone Idai devastou Moçambique
Ciclone Idai arrasou a cidade da Beira, em Moçambique

A Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, vai doar 100 mil euros às populações atingidas pelo ciclone Idai, em Moçambique. Além do apoio financeiro, a instituição portuguesa disponibiliza-se a participar nas primeiras ações de socorro humanitário.

O valor doado tem como objetivo ajudar a minimizar o impacto da destruição causada junto das populações. O Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian reuniu nesta quinta-feira e decidiu enviar dinheiro para o país, para que seja possível a aquisição de medicamentos e outros consumíveis na área da saúde.

Além de demonstrar apoio neste tipo de ocorrências, a Fundação Calouste Gulbenkian tem como fins estatutários a arte, a beneficência, a ciência e a educação.

Lisboa Idai Moçambique ajuda dinheiro medicamentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)