Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Gaia vai ter nova unidade de atracagem e hotel

Projeto é da empresa de cruzeiros Douro Azul.
22 de Janeiro de 2015 às 13:28
"Temos um projeto com uma unidade de atracagem e outra hoteleira, que vai permitir criar trabalho", disse Eduardo Vítor Rodrigues
'Temos um projeto com uma unidade de atracagem e outra hoteleira, que vai permitir criar trabalho', disse Eduardo Vítor Rodrigues FOTO: Eduardo Martins

O presidente da Câmara de Gaia anunciou esta quinta-feira que a empresa de cruzeiros Douro Azul pretende ter uma nova unidade de atracagem no rio Douro, perto da ponte do Infante, bem como construir na zona ribeirinha um hotel.

"Temos um projeto da Douro Azul, com uma unidade de atracagem e outra hoteleira, que vai permitir reabilitar a zona e criar postos de trabalho", disse Eduardo Vítor Rodrigues aos jornalistas, no âmbito de uma visita que realizou à empreitada de reconstrução e estabilização de 20 metros da escarpa, num troço da rua Cabo Simão, situado entre as pontes Luís I e Infante.

Segundo o autarca, tendo a Câmara definido que a orla marítima merece toda a atenção do ponto de vista da manutenção enquanto a orla ribeirinha merece toda a atenção em termos de investimento, o objetivo atual é "começar por fazer obra que diminua os riscos, mas que de forma acoplada possa induzir investimento privado" para criação de "potencial económico".

Presente nesta visita, o secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, que com Eduardo Vitor Rodrigues trocou "impressões para se tentar arranjar financiamento" para o projeto em causa poder avançar, destacou que a prioridade é consolidar a escarpa, em "risco de erosão acentuada" e perigo "para a navegação e pessoas".

A empreitada em causa, com um custo de cerca de 123 mil euros, é da responsabilidade da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), sendo financiada através do Fundo de Proteção dos Recursos Hídricos.

presidente da Câmara de Gaia Douro Azul
Ver comentários