Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Governo lança ultimato ao grupo Leya

Jorge Pedreira, secretário de estado Adjunto e da Educação, ameaçou o grupo Leya com um pedido de indemnização se não resolver em breve o problema da falta de manuais escolares.

4 de Outubro de 2008 às 00:30
Manuais continuam em falta
Manuais continuam em falta FOTO: Sofia Costa

"Se a situação não se resolver a curto prazo, o Ministério da Educação (ME) tomará as medidas que estão previstas na lei, medidas com carácter de indemnização. Estamos à espera das explicações do grupo editorial", afirmou Jorge Pedreira na RTP N, considerando a situação "absolutamente inaceitável".

Numa carta enviada aos livreiros a 24 de Setembro, o grupo reconhecia que um quarto dos manuais estava por entregar no arranque das aulas. E prometia uma solução até ao dia de ontem. Mas, segundo livreiros que se deslocaram ontem aos centros de distribuição, continuam a faltar livros. O Leya, que representa 30% do mercado, promete esclarecimentos para segunda-feira.

Entretanto, o ME revelou ontem que este ano lectivo haverá 110 mil alunos do Ensino Secundário (do 10º ao 12º) apoiados pela Acção Social Escolar, o que representa um aumento de 258% face a 2005. Os apoios para compra de manuais subiram 36% em relação a 2005.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)