Sub-categorias

Notícia

Governo português desaconselha permanência em várias zonas do norte de Moçambique

Ataques atribuídos a "um movimento insurgente de matriz islâmica" ameaçam segurança na região.
Por Lusa|13.06.18
Governo português desaconselha permanência em várias zonas do norte de Moçambique
Foto André Catueira/Lusa
O Governo português aconselhou esta quarta-feira os viajantes a evitarem a permanência em várias zonas da província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, afetadas por ataques atribuídos a "um movimento insurgente de matriz islâmica", restringindo as deslocações ao imprescindível.

O aviso aos viajantes portugueses foi esta quarta-feira atualizado no portal da Comunidades Portuguesas do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Segundo o aviso, "a instabilidade e insegurança" na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, "impõem cuidados de segurança adicionais", uma vez que "têm sido noticiados vários ataques e incidentes graves" na região, nomeadamente nos distritos de Mocímboa da Praia, Macomia, Palma, Nangade, Quissanga e Pemba.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!