Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Governo revela reforço de 800 milhões para reduzir dívida na Saúde e melhorar resposta do SNS

Governo pretende também contratar até 8400 profissionais.
Correio da Manhã e Lusa 11 de Dezembro de 2019 às 11:54
Governo revela reforço de 800 milhões para reduzir dívida na Saúde e melhorar resposta do SNS
Governo revela reforço de 800 milhões para reduzir dívida na Saúde e melhorar resposta do SNS FOTO: José Sena Goulão/Lusa_EPA

O Conselho de Ministros aprovou esta quarta-feira um plano onde está previsto um reforço de 800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) de forma a reduzir a dívida e aumentar a capacidade de resposta do serviço. A verba será aplicada até 2021,  neste que é, segundo o Governo, o "maior investimento inicial" de que há registo recente no SNS.

"Damos assim um passo significativo para pôr fim à suborçamentação do SNS, para reforçar e motivar os seus profissionais, para modernizar os equipamentos, para robustecer a gestão com mais autonomia e para ter um SNS que permita servir melhor os portugueses", anunciou, em conferência de imprensa, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

O Governo pretende também contratar até 8400 profissionais, "distribuídos por todos os grupos profissionais".



Antes de passar a palavra à ministra da Saúde, Marta Temido, para detalhar esta resolução do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva quis "realçar que este esforço" só é possível "graças a quatro anos de gestão orçamental e financeira que o país teve rigorosa", sendo o que permite "fazer o maior investimento inicial de que temos registo recente no SNS".

No último debate quinzenal, na terça-feira, António Costa, já tinha prometido que este Conselho de Ministros de hoje teria "boas notícias" na saúde, quanto à suborçamentação e à gestão, em resposta ao CDS-PP. Há duas semanas, também no debate quinzenal, o chefe do executivo já tinha feito semelhante promessa à coordenadora do BE, Catarina Martins, comprometendo-se com a apresentação "muito brevemente" da programação dos investimentos na saúde para a legislatura, incluindo a "redução sustentada do nível de suborçamentação".

Numa publicação na rede social Twitter, o Primeiro-Ministro sublinhou que o Governo iria dar um "passo decisivo para acabar com sub orçamentação crónica do SNS".




Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)