Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Governo lança campanha contra Tráfico de Seres Humanos

Sob o lema 'Apanhados no Tráfico', vai incidir sobre a exploração laboral.
17 de Outubro de 2014 às 08:41
O número de vítimas de tráfico de seres humanos sinalizadas em Portugal triplicou no espaço de um ano
O número de vítimas de tráfico de seres humanos sinalizadas em Portugal triplicou no espaço de um ano FOTO: Paulo Novais/Lusa

O Governo lança esta sexta-feira, no aeroporto de Lisboa, uma nova campanha nacional contra o tráfico de seres humanos, que este ano terá o lema 'Apanhados no Tráfico' e vai incidir sobre a exploração laboral.

Lançada anualmente pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), no âmbito do Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos, que se assinala no sábado, a campanha vai ser apresentada numa sessão que contará com a presença dos secretários de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, e Adjunto do Ministro da Administração Interna, Fernando Alexandre.

Numa nota, a secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade refere que a iniciativa dá cumprimento a uma das medidas previstas no III Plano Nacional de Prevenção e Combate ao Tráfico de Seres Humanos, coordenado pela CIG.

Novos apoios atribuídos

Na quinta-feira, o Governo oficializou a atribuição de novos apoios a entidades que desenvolvem trabalho na área do tráfico de seres humanos, num valor global de cerca de 360 mil euros.

A Associação Para o Planeamento da Família e a Associação Saúde em Português foram as entidades beneficiárias do montante, proveniente das verbas dos jogos sociais afetas à área da igualdade de género.

Segundo a secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, o montante destina-se a reforçar a prevenção e a garantir uma maior proteção e assistência às vítimas de tráfico em 2015.

Número de vítimas triplica

O número de vítimas de tráfico de seres humanos sinalizadas em Portugal triplicou no espaço de um ano, tendo sido identificadas no ano passado 299 casos, contra os 81 registados no ano anterior, revelam dados do Relatório Anual do Observatório do Tráfico de Seres Humanos.

Destas, 198 eram relativas à exploração laboral, na sua larga maioria (185) em explorações na agricultura.

Os casos foram registados sobretudo na região do Alentejo e na sua maioria envolviam homens estrangeiros, naturais de países como a Roménia.

Foram ainda registadas 31 situações de portugueses recrutados e explorados em Portugal.

Lisboa Comissão para a Cidadania tráfico seres humanos
Ver comentários