Ministra diz que cirurgias desmarcadas devido a greve serão reagendadas a partir de janeiro

Marta Temido espera que protesto dos enfermeiros "termine o mais rapidamente possível".
Por Lusa|07.12.18
  • partilhe
  • 0
  • +

A ministra da Saúde, Marta Temido, disse esta sexta-feira que as cirurgias adiadas devido à greve dos enfermeiros, que calculou em 4.000, vão ser reagendadas a partir de 1 de janeiro de 2019.

Em declarações aos jornalistas após uma reunião com as administrações dos cinco hospitais afetados pela greve, a ministra afirmou que findo este período de greve, que espera que "termine o mais rapidamente possível", estes doentes serão reagendados "desejavelmente a partir de 01 de janeiro de 2019".

"O que não prejudica que daqui até lá continuemos a trabalhar com as estruturas sindicais que se mantêm a negociar no sentido de encontrar o melhor acordo dentro daquilo que são as possibilidades do Governo, do país e daquilo que é o interesse dos sindicatos para sairmos desta situação que consideramos que é preocupante, mas para a qual temos de olhar dando-lhe a devida proporção", declarou.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!