Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Gripe de baixa intensidade mas com tendência crescente em Portugal

Taxa de incidência de síndroma gripal foi de 56,24 por 100 mil habitantes.
Lusa 23 de Janeiro de 2020 às 19:57
Gripe
Gripe FOTO: Pixabay
A gripe é em Portugal de baixa intensidade mas com tendência crescente, segundo o boletim de vigilância epidemiológica da gripe do Instituto Ricardo Jorge esta quinta-feira divulgado.

Segundo o boletim, que o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge divulga habitualmente à quintas-feiras, a taxa de incidência de síndroma gripal foi de 56,24 por 100 mil habitantes.

Os dados referem-se à terceira semana de janeiro, de 13 a 19. Na semana anterior a taxa de incidência era de 44,64 por 100 mil habitantes.

Segundo o boletim, na terceira semana do mês houve um aumento das deteções do vírus da gripe do subtipo A, comparando com semanas anteriores.

Foram detetados 14 casos positivos para o vírus da gripe, 2 do tipo B, 2 do subtipo A-H3e 10 do subtipo A-H1, segundo os dados das Redes Sentinela. A Rede Portuguesa de Laboratórios para o Diagnóstico da Gripe detetou o vírus da gripe do tipo B em 75 casos e do tipo A em 132 casos. Nas 24 unidades de cuidados intensivos que reportam informação foram detetados 13 casos.

Segundo o boletim a mortalidade tem os valores de acordo com o esperado e na região europeia a terceira semana foi também marcada por atividade gripal de baixa intensidade com tendência crescente.

Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge Portugal questões sociais demografia emigrantes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)