Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Gripe e frio mataram 3728 na última época

Adquiridas 1,4 milhões de doses por 11,3 milhões de euros para vacinar grupos de risco.
João Saramago 12 de Outubro de 2019 às 09:01
A carregar o vídeo ...
Adquiridas 1,4 milhões de doses por 11,3 milhões de euros para vacinar grupos de risco.

A gripe provocou a morte de 3331 pessoas na última época, enquanto as temperaturas baixas extremas foram responsáveis por 397 óbitos. Foi, assim, registado um total de 3728 óbitos por estas duas causas entre outubro de 2018 e maio deste ano, segundo o último relatório do Programa Nacional de Vigilância da Gripe, elaborado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

Para combater a próxima epidemia da gripe, a campanha de vacinação arranca já na segunda-feira e envolve 1,4 milhões de doses. O Estado investiu 11,3 milhões de euros em vacinas para serem dadas gratuitamente a grupos de risco pelo Serviço Nacional de Saúde. O custo representou mais do dobro do valor aplicado no ano passado, de 4,8 milhões de euros, por um número semelhante de vacinas.

O gasto para o Estado foi esta sexta-feira avançado pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, recordando que este ano, pela primeira vez, estarão disponíveis vacinas tetravalentes, que neutralizam quatro tipos de vírus da gripe (dois do tipo A e dois do tipo B). Nas épocas anteriores as vacinas cobriram três tipos de vírus.

Nas farmácias estão também disponíveis 600 mil doses que podem ser compradas mediante receita médica e que têm uma comparticipação do Estado de 37%, para as pessoas que não são dos grupos de risco.

SNS teve prejuízo de 848 milhões de euros
O Serviço Nacional de Saúde (SNS) registou em 2018 um prejuízo de 848 milhões de euros, um agravamento face ao ano anterior em 502 milhões de euros.

Segundo o Relatório e Contas do Ministério da Saúde e do SNS, o agravamento é explicado pelo "crescimento dos gastos com pessoal, dos fornecimentos e serviços externos e das mercadorias vendidas e matérias consumidas". Os gastos com o pessoal foram de 4,06 mil milhões de euros.

"Impossível prever gravidade do vírus"
"É impossível prever a gravidade da próxima época da gripe", avançou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, numa posição partilhada pelo presidente do Instituto Ricardo Jorge, Fernando Almeida. Na última época gripal o valor máximo foi de 60 casos por cem mil pessoas.

SAIBA MAIS
135 401
Número de trabalhadores no Serviço Nacional de Saúde, em 2018, segundo o Relatório e Contas do Ministério da Saúde. Destes, 44 932 são enfermeiros, 29 291 médicos e 1777 técnicos superiores de saúde. Há 26 740 assistentes operacionais e 16 580 assistentes técnicos.

Nasceu há 120 anos
A Direção-Geral da Saúde foi criada a 4 de outubro de 1899, com o nome de Direção-Geral de Saúde e Beneficência Pública. O objetivo foi combater um surto de peste bubónica no Porto.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)