Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Grupo de refugiados infetados com coronavírus recusa-se a sair de autocarro após transporte para base militar

32 pessoas encontravam-se na Base Militar da OTA e foram transferidas para Base Militar de Santa Margarida.
Ana Botto e Francisca Genésio 21 de Maio de 2020 às 19:24
Base aérea da Ota
Base aérea da Ota FOTO: Carlos Barroso
Um grupo de 32 refugiados que estava na base militar da OTA foi transferido esta quarta-feira para a Base Militar de Santa Margarida, em Constância.

Entre o grupo, que testou positivo à Covid-19 no último teste realizado, 25 elementos recusaram-se a sair do autocarro onde tinha sido transportado. Apenas sete indivíduos saíram para os alojamentos no local.

O grupo tem sido viagiado ao longo do dia devido a desacatos e desentendimentos entre os elementos. Face à resistência inicial do grupo, houve a necessidade da intervenção de mediadores e de tradutores para resolver o impasse.

Em causa está a transferência para a base militar. Os refugiados recusam-se a ficar no local, uma vez que queriam ficar em isolamento nas pensões em Lisboa, apontando falta de condições na Base da OTA.

A situação dura já há várias horas. Fonte da Secretaria de Estado para a Integração e as Migrações disse ao CM que a situação já se encontrava resolvida. No entanto, o grupo permanece no autocarro.

O restante grupo, que testou negativo para coronavírus, foi realojado em pensões na área de Lisboa.

Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Constância OTA Base Militar de Santa Margarida política refugiados pandemia coronavírus covid19
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)