Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Grupo ‘secreto’ confessou praxe violenta a colegas

Alunos foram agredidos enquanto estavam despidos na Serra da Estrela.
Francisca Genésio 1 de Outubro de 2018 às 08:52
Grupo levou dois ‘caloiros’ para a Serra da Estrela e submeteu-os a uma praxe
Universidade da Beira Interior
Caso denunciado pelo CM está a agitar o meio académico na Covilhã
Grupo levou dois ‘caloiros’ para a Serra da Estrela e submeteu-os a uma praxe
Universidade da Beira Interior
Caso denunciado pelo CM está a agitar o meio académico na Covilhã
Grupo levou dois ‘caloiros’ para a Serra da Estrela e submeteu-os a uma praxe
Universidade da Beira Interior
Caso denunciado pelo CM está a agitar o meio académico na Covilhã
O grupo ‘secreto’ que, na semana passada, agrediu dois ‘caloiros’ do curso de Ciências Biomédicas da Universidade da Beira Interior (UBI), na Covilhã, durante uma praxe confessou o episódio ao órgão que lidera as atividades.

Os jovens contaram que fazem parte de uma ‘seita’, criada há mais de 10 anos e que o ritual de iniciação é sempre o mesmo: convidam "dois a quatro alunos" para sair à noite e levam-nos "escondidos nas capas do traje" de carro para a serra da Estrela, sem saberem onde estão.

Ali, obrigam-nos a despirem-se e fazem perguntas. Sempre que erram, são agredidos. Acabada a praxe, é feito um pacto de silêncio e seguem-se ‘missões’ que duram até ao fim do ano letivo, para que possam integrar a "seita". Um dos desafios passaria por "arranjar fotografias de colegas nuas que depois são colocadas num grupo privado" numa rede social, contou ao CM um aluno.

PORMENORES
Envolvidos são ameaçados
O grupo ‘secreto’ registava num livro todas as praxes que realizava, com o nome dos envolvidos. Os alunos dizem estar a ser ameaçados pelos fundadores da ‘seita’ para não entregarem as provas. Tinham um código de praxe à margem das atividades que decorrem habitualmente.

Universidade faz queixa
A UBI vai fazer uma investigação interna e apresentar queixa ao Ministério Público. Ao CM, sublinhou que "provando-se os factos", a sanção pode chegar à "interdição da frequência da UBI durante 5 anos".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)