Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Há cada vez mais viciados na raspadinha

A raspadinha já rendeu 376 milhões de euros à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, mas este jogo social está a criar um número cada vez maior de viciados.
23 de Abril de 2013 às 09:05

As vendas da raspadinha têm vindo a aumentar e representam já 20 por cento das receitas em jogos sociais da Santa Casa de Lisboa. Paralelamente com esta subida, tem vindo também a aumentar o número de pessoas viciadas no jogo que perdem o auto-controlo

Em declarações à rádio TSF, Luísa Martins, psicóloga e especialista no tratamento de comportamentos aditivos, sublinha que o número de viciados em jogos sociais está a aumentar, e que a raspadinha é um problema para quem joga compulsivamente porque se encontra disponível em qualquer quiosque ou café.

A raspadinha assemelha-se às máquinas de jogos dos casinos, afirma Pedro Hubert, psicólogo e especialista em jogo patológico contactado pela TSF.

Para o director-geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e Dependências, João Goulão, este jogo social pode ser preocupante por ter um poder viciante superior a outros jogos.

raspadinha santa casa Lisboa jogo social viciados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)