Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Há dois papas a viver no Vaticano

É a primeira vez, na história da Igreja Católica, que dois papas residem no Vaticano. Ontem, a meio da tarde, Bento XVI deixou Castel Gandolfo, onde passou os últimos dois meses, e regressou à Cidade Estado, no centro de Roma.
3 de Maio de 2013 às 01:00

O papa emérito instalou-se, como previsto, no antigo mosteiro de clausura Mater Ecclesiae, que fica a cerca de 500 metros do Palácio Apostólico, residência oficial do chefe da Igreja, e é aí que vai permanecer, como deseja, "longe do Mundo".

Foi em clima de "grande amizade e alegria" que o papa Francisco recebeu Bento XVI, no Vaticano, mas, atendendo ao débil estado de saúde do papa emérito, o encontro não contou com transmissão televisiva.

O porta-voz do Vaticano, padre Frederico Lombardi, disse ontem aos jornalistas que Bento XVI "não tem qualquer doença", mas sublinhou que se trata de "um homem idoso e enfraquecido pela idade", justificando assim o facto de o Centro Televisivo do Vaticano não ter transmitido em direto este segundo encontro entre os dois papas.

Bento XVI chegou ao Vaticano em 1981, para liderar a Congregação para a Doutrina da Fé, cargo que ocupou até ser eleito papa, a 19 de abril de 2005. Quando renunciou ao pontificado, no passado dia 28 de fevereiro, deixou bem claro que pretendia passar "os últimos dias" no "coração" da Igreja.

VATICANO PAPA BENTO XVI FRANCISCO RELIGIÃO IGREJA
Ver comentários