Há médicos internos a chumbar por não conseguirem fazer cirurgias suficientes

Ordem dos Médicos avisa que em muitas especialidades foi ultrapassada "a linha vermelha que defende a qualidade".
25.05.17
  • partilhe
  • 2
  • +
Há médicos internos em Portugal que chumbam na especialidade por não conseguirem realizar o número mínimo de cirurgias exigidas na formação, alerta a Ordem dos Médicos, avisando que em muitas especialidades foi ultrapassada "a linha vermelha que defende a qualidade".

A Ordem dos Médicos decidiu reunir-se, pela primeira vez, com todos os diretores do internato médico do país. O Conselho Regional do Sul da Ordem esteve hoje com todos os diretores de internato da região sul para debater aspetos da formação médica a nível hospitalar, da medicina geral e familiar e de saúde pública.

"Chegámos à conclusão, quer a Ordem quer os diretores do internato médico, de que em muitas especialidades já cruzámos a linha vermelha que defende a qualidade. Significa que estamos muitas vezes, em determinados centros, a aceitar formação onde ela não é prestada na melhor qualidade. Queríamos perceber se os vários hospitais têm essa perceção. Verificámos que atingimos o limite de capacidades formativas já há algum tempo e que estamos nalgumas áreas a ultrapassá-las", afirmou à agência Lusa o presidente do Conselho Regional Sul da Ordem, Alexandre Valentim Lourenço.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!