Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

‘Hackers’ chineses atacam Ministério português

Ministérios dos Negócios Estrangeiros de cinco países da União Europeia foram alvo de ‘hackers’ informáticos chineses.
10 de Dezembro de 2013 às 17:24
Sede do ministério dos Negócios Estrangeiros
Sede do ministério dos Negócios Estrangeiros FOTO: Manuel Moreira

Os ministérios dos Negócios Estrangeiros (MNE) da Bulgária, Hungria, Letónia, República Checa e Portugal, foram atacados por ‘hackers' chineses através de email, segundo um relatório de uma empresa de segurança informática americana, a FireEye, divulgado esta terça-feira pelo jornal americano ‘The New York Times'.

Segundo a mesma fonte, os ataques tiveram início há dois anos e continuam atualmente. "Ao contrário de outros grupos, que tentam atacar alvos comerciais, esta campanha visa concretamente os MNE", revelou Nart Villeneuve , um dos investigadores que ajudou na elaboração do relatório.

Segundo o relatório, os piratas informáticos enviaram aos alvos emails com uma ligação que afirmava conter fotografias de Carla Bruni, ex-primeira dama francesa, completamente nua. Ao abrir o link os ‘hackers' conseguiram entrar na rede dos computadores que tinham como alvo. Os investigadores afirmarem, no entanto, que não conseguem ter acesso à informação sobre os ficheiros roubados.

"Tirando o facto de que são chineses, não sabemos quem são os ‘hackers' ou quais são as suas motivações para os ataques", afirmou o investigador.

Ao CM, a assessora do MNE não confirmou o ataque. "O Ministério dos Negócios Estrangeiros sempre adotou e continua a adotar todas as medidas de segurança informática para a proteção da sua rede de comunicações, em articulação com as competentes autoridades nacionais nesta matéria", afirmou Maria Francisca Seabra.

Ministério Negócios Estrangeiros ataque hackers China chineses informática piratas
Ver comentários