Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Homem retirado de cruzeiro por suspeitas de Ébola

O homem não apresenta sintomas mas esteve em contacto com um doente que morreu com Ébola.
17 de Outubro de 2014 às 17:05
Cruzeiro de onde o homem foi retirado
Cruzeiro de onde o homem foi retirado FOTO: Andy Newman / Reuters

Um empregado de um hospital texano, que poderá ter tido contacto com os fluidos de um doente que morreu com Ébola em Dallas, vai ser retirado de um navio de cruzeiro "por excesso de precaução", foi anunciado esta sexta-feira.

Segundo o Departamento de Estado, a pessoa não apresenta sintomas da doença, é vigiada pelo médico de bordo e está isolada, de forma voluntária, na sua cabine. O navio, da empresa Carnival Cruise, encontra-se ao largo do Belize e, segundo o jornal Washington Post, os guardas-costeiros deste país impediram a embarcação de acostar e os milhares de passageiros a bordo de descerem. O Departamento de Estado refere que já passaram "19 dias" desde que o empregado do hospital poderá ter "lidado com amostras de fluidos do paciente que morreu".

O período de incubação do Ébola vai de dois a 21 dias e uma pessoa só é contagiosa depois de manifestar sintomas (dor de cabeça, febre, vómitos). O doente de Ébola referido pelo Departamento de Estado é Thomas Eric Duncan, o cidadão originário da Libéria que morreu num hospital em Dallas a 08 de outubro.

Ébola Dallas Carnival Cruise cruzeiro
Ver comentários