Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Honda, Nissan e Mazda recolhem milhares de veículos por problema em 'airbag'

Fabricantes automóveis estão a chamar carros à revisão para alterar peça defeituosa.
23 de Junho de 2014 às 09:28

A Honda, a Nissan e a Mazda anunciaram, esta segunda-feira, a chamada à revisão de milhares de veículos devido a um problema no 'airbag'.

Contactada pelo CM, fonte da Nissan disse que este alerta faz parte de um processo iniciado em 2013. A maior parte dos veículos, produzidos entre 2001 e 2003, afetados por este defeito já tinha sido chamado à revisão no ano passado, ou seja, o número de veículos potencialmente afetados atualmente será reduzido. Não se sabe ao certo quantos são os carros atingidos por este problema. A troca do aparelho defeituoso não terá qualquer custo para o proprietário da viatura e a reparação té um procedimento rápido, garante a Nissan.

Já fonte oficial da Honda afirmou ao CM que, como ação preventiva, a empresa irá realizar uma extensão da campanha de recolha do produto iniciada no ano passado, tal como a Nissan. O objetivo será substituir o insuflador do airbag do passageiro. A mesma fonte adiantou que em Portugal estão afetadas 5.300 unidades. Quanto às consequências deste defeito, em caso de ocorrência de um choque frontal, poderá produzir-se uma pressão interna excessiva, o que poderá provocar uma ruptura do insuflador. Além disso, poderá causar eventuais ferimentos aos ocupantes da viatura. Não existe perigo de incêndio. A mesma fonte acrescentou que a troca da peça com defeito não terá qualquer custo para o cliente.

Quanto à Mazda Motor Corporation, fonte oficial referiu ao CM estar a realizar uma chamada de veículos Mazda6 da primeira geração do modelo, produzidas entre abril de 2002 e junho de 2003, dos quais 397 foram comercializados em Portugal. O processo é complementar ao de há um ano, tal como todos os outros. A mesma fonte adiantou que a operação de substituição da peça afetada, fornecida pela empresa Takata Corporation, se realize em cerca de 30 minutos. Além disso, garantiu não haver informação de ter ocorrido qualquer incidente ou acidente decorrente deste lote de peças defeituosas em Portugal ou em qualquer outro país.

nissan mazda problema airbag
Ver comentários