Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Hospitais da Grande Lisboa sem médicos para grávidas

Escalas com menos de cinco profissionais.
Francisca Genésio 2 de Agosto de 2019 às 09:17
Bebé recém-nascido
Bebés
Bebés
Bebé recém-nascido
Bebés
Bebés
Bebé recém-nascido
Bebés
Bebés
Os hospitais de Santa Maria, de São Francisco Xavier, a Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, o Hospital Garcia de Orta, em Almada, e o Amadora-Sintra não têm obstetras suficientes para assegurar as escalas das Urgências durante este mês.

"Uma escala com cinco especialistas é o mínimo dos mínimos. Abaixo disso, que é o que está a acontecer nestes hospitais, é preciso que as unidades hospitalares fechem as Urgências ao exterior", apela o secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos, Roque da Cunha.

Em junho, o Ministério da Saúde admitiu que as Urgências da Grande Lisboa pudessem fechar de forma rotativa devido à falta de médicos.

Um mês depois, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo afastou esta hipótese, comprometendo-se a reforçar os meios.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)