Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Hospital de Faro admite falta de anestesistas

A administração do hospital de Faro reconheceu nesta sexta-feira que a falta de anestesistas "é uma situação crónica", verificando-se um défice de 14 profissionais nos seus quadros, mas sublinhou que nunca deixou de responder às necessidades da população.
10 de Agosto de 2012 às 19:27
O conselho de administração sublinhou que o serviço de anestesiologia do hospital "dispõe de 15 anestesistas, prevendo o quadro 29"
O conselho de administração sublinhou que o serviço de anestesiologia do hospital 'dispõe de 15 anestesistas, prevendo o quadro 29' FOTO: Nuno de Jesus

O Conselho de Administração do hospital, presidido por Pedro Nunes, revelou à Lusa que foram adiadas três intervenções cirúrgicas, mas esses adiamentos aconteceram "pontualmente", à semelhança do que se passa noutros blocos operatórios do país, "sempre que elementos da equipa anestésica colocam baixa médica e não seja possível substituí-los atempadamente".

"A falta de anestesistas no hospital de Faro é uma situação crónica e do conhecimento público. Tem este conselho de administração desenvolvido todos os esforços no sentido de captar anestesistas para a região, nomeadamente para este hospital", referiu a administração à Lusa, depois de questionada sobre se a falta de anestesistas estava a levar ao adiamento de operações.

O conselho de administração sublinhou que o serviço de anestesiologia do hospital "dispõe de 15 anestesistas, prevendo o quadro 29, pelo que se verifica um défice de 14", mas acrescentou que, "com o esforço e espírito de sacrifício dos profissionais, nunca deixou de responder às necessidades cirúrgicas/anestésicas da população".

A administração da unidade de saúde algarvia informou que "estão a decorrer neste momento concursos simplificados para preenchimento das vagas existentes, tendo concorrido quatro anestesistas, aos quais se somará mais um proveniente do hospital de São José [em Lisboa] por acordo de cedência de interesse público".

Adiantou ainda que o hospital de Faro "acompanha de perto todas as incidências decorrentes do aumento populacional verificado nesta época do ano no Algarve, garantindo que a actividade assistencial desta unidade de saúde está dentro dos critérios de normalidade para a época".

hospital faro algarve anestesistas anestesia médicos sns pedro nunes
Ver comentários